FANDOM


MysterousCity(DBXV)

A Cidade Toki Toki em uma imagem promocional antes de Xenoverse ser lançado

A cidade Toki Toki é uma cidade exclusiva de Dragon Ball Xenoverse. É uma cidade avançada tecnologicamente do ano 850.

Visão Geral

A cidade de Toki Toki é a base das operações da Patrulha do Tempo. Aqui os Patrulheiros do Tempo pode obter o equipamento que eles precisam e ir para os mestres buscarem treinamento deles em diversas era.[1] A cidade é nomeada em homenagem ao pássaro da Kaiohshin do Tempo (líder do local), Tokitoki. Toki Toki está conectada ao Ninho do Tempo, onde a Cúpula do Tempo está localizada, bem como a residência da Kaiohshin do Tempo.

Tokitoki12

Mapa da cidade Toki Toki

A água desse lugar, mais especificamente a do Ninho do Tempo, é especial, limpando a alma de quem a bebe.[2] Piccolo diz que essa é a utopia dos Namekuseijins, já que eles precisam só de água para sobreviverem. Caso os jogadores coletem as sete Esferas do Dragão, eles podem invocar Shenlong no altar especial da cidade, localizado bem no centro dela.

A cidade é separada em 3 setores: o 'Setor Industrial' que atua como o mercado da cidade, dando aos patrulheiros os mais diversos produtos, a 'Estação do Tempo', que serve como estação de treino para os Patrulheiros, já que é onde eles podem usar máquinas do tempo especiais para levá-los a eras paralelas e poderem participar de Missões Paralelas, para terem recompensas; e a 'Praça do Tempo', para o altar da Shenlong e o portal para o Ninho do Tempo.7

A cidade também evita o desgaste da Fusão Metamoru, já que Gotenks pode existir dentro da cidade indefinidamente.

Em Dragon Ball Xenoverse 2, revela-se que, em algum momento entre os anos de 850 e 852, a cidade Toki Toki foi invadida com distorções de tempo, obrigando Chronoa a contratar mais Patrulheiros para combatê-los e trouxe o Velho Kaiohshin para ajudar a treinar novos recrutas. Eventualmente, um rumor começou a circular que questionou o poder de seres divinos, como Chronoa e o Velho Kaiohshin. Ao ouvir esses rumores, Chronoa e o Velho Kaiohshin decidiram dar uma demonstração de seu poder. Chronoa usou seu poder para animar a estátua do Dragão que estava em cima do Pedestal das Esferas do Dragão na 'Praça do Tempo', fazendo com que ele se movesse como se estivesse vivo. No entanto, Chronoa não esperava que ele crescesse tão grande e continuou crescendo até empurrar Toki Toki para a borda. Como resultado, a cidade de Toki Toki foi destruída e, ao invés de reconstruí-la, como os Patrulheiros fizeram após o ataque de Démigra, Chronoa decidiu construir uma nova cidade maior em cima das ruínas da antiga, resultando na criação da Conton City.

No entanto, durante a Saga Guerreiro da Mundo Demoníaco, Towa viajou no tempo para Toki Toki no ano de 850, no momento em que Trunks estava convocando Shenlong para desejar um guerreiro capaz de defender a história ao seu lado. Towa mata Shenlong impedindo que o desejo seja feito, resultando em uma enorme distorção de tempo em todos os Pergaminhos do Tempo criados pela ausência de Ace que foi convocado pelo desejo, uma mudança poderosa o suficiente para efetuar as memórias dos habitantes do Ninho do Tempo e Conton City. No entanto, Trunks consegue lembrar o Guerreiro graças à máscara que Towa usou anteriormente para controlá-los na Saga Saiyajin Mascarado, e consegue apontar a mudança no ano de 850. Chronoa envia o Herói da Cidade Conton para impedir que Towa mate Shenlong e restaurar a linha do tempo. Juntamente com o passado de Trunks, o Herói da Cidade Conton enfrenta Towa na Praça do Tempo e, juntos, forçam Towa a recuar, permitindo que Trunks faça o desejo, restaurando a linha de tempo original e a de Ace na Patrulha do Tempo, permitindo que eles defendam Ace do ataque de Mira, permitindo que ele participe da batalha final contra os Time Breakers no Ano ???.

Referências